Want to keep in the loop on the latest happenings at Beit Lubavitch Rio De Janeiro. Subscribe to our mailing list below. We'll send you information that is fresh, relevant, and important to you and our local community.
Impresso de BeitLubavitchRio.org
ב"ה

Para ser um Rebe

Quarta-feira, 17 Junho, 2015 - 22:21

 

 

Para ser um Rebe

 

Por Tzvi Freeman

https://ci3.googleusercontent.com/proxy/Kkwx9cjRJ7ttHxI0XGFgMzuQDioa5wPNJ0kEfKeiJZBS5PNgIHriJPEnB5AyZhbb9AE8wIqC4JTGqSYdR1lmDGu_Et5R2ykERwzU=s0-d-e1-ft#http://w3.chabad.org/media/images/793/Romo7939109.jpg

Yitzchak Hecht tinha sido a presença Chabad em New Haven, Connecticut, desde 1941. As exigências sobre ele cresciam ano a ano, com uma sinagoga, uma escola, uma yeshivá e muitas outras responsabilidades que exigiam uma equipe várias vezes maior do que a que ele podia pagar.

Em 1974, ele escreveu ao Rebe reclamando que depois de 33 anos de trabalho, ele sentiu que estava de volta ao mesmo lugar que quando começou, e que ele simplesmente não podia continuar.

Ele assinou a carta com um pedido de cortar o coração que "o Rebe deve ajudar e fazer tudo o que puder."

O Rebe respondeu, não com o conselho, mas com luz:

Eu já segui o seu conselho. Mandei para lá o Rabino Moshe Yitzchak Hecht. Mas parece, pela sua carta e as anteriores, que você ainda não está familiarizado com ele e com os recursos com os quais esta pessoa está dotada.

Seja qual for o caso, você deve conhecê-lo agora. Imediatamente, tudo vai mudar ‑ o seu humor, sua confiança em D'us, felicidade cotidiana, etc, etc.

Quem é um Rebe?

Rebe significa "meu mestre" ou "meu professor". Seja você uma criança pequena aprendendo o alef-bet, ou um estudioso especialista navegando pelos mares do Talmud, você chama seu professor de "Rebe."

Há um outro significado para o título Rebe, um especialmente associado com um Rebe que chamavam de Baal Shem Tov. O Baal Shem Tov era um mestre que tocava não apenas a sua mente e coração, mas podia chegar em seu ser essencial e orientá-lo a encontrar-se lá.

Antes que você possa entender "O que é um Rebe?", Você deve primeiro perguntar "O que sou eu?"

Um Rebe, então, é um guia para o seu verdadeiro eu. O que significa que antes que você possa entender "O que é um Rebe?" e "Quem é um Rebe?", você deve primeiro perguntar "O que sou eu?" e "Quem sou eu?"

Quem precisa de um Rebe?

 

Imagine um Rebe como um raio de luz. Luz não é uma coisa por si mesma. A luz é apenas a luz quando ela ilumina. https://ci3.googleusercontent.com/proxy/h1NX0ep_DTsrOXBQWFPSj5WuhF22sZkYREmSfoIhhqPmrekDFyvGE9yT1U319HQuFhTRhdXvefAXIeohNKpgnJWJENUP1BZexUtl=s0-d-e1-ft#http://w3.chabad.org/media/images/793/OquB7939213.jpgPense no espaço além da atmosfera do nosso planeta; entre o sol brilhante e a terra iluminada há apenas escuridão. Para a luz ser luz, você deve fornecer algo para que ela ilumine.

 

Se a sua grande preocupação é conseguir ir de hoje até amanhã, não há nada a iluminar. Se você se considera nada mais do que uma criatura de duas pernas com um excesso de neurônios, a Wikipedia e o TED podem ser tudo o que você precisa.

Mas se você busca o que transcende a sensação física e satisfação, se você sente uma necessidade de a vida fazer sentido, se você já se perguntou: "O que estou fazendo aqui?" e se você está procurando algo profundo dentro de si mesmo ‑ então você precisa de um Rebe para colocar você em contato com esse eu interior.

Contexto e Libertação

Como é que um Rebe faz isso? Como ele poderia mostrar-lhe algo sobre você que você mesmo não pode descobrir?

Porque assim que você estiver conectado a um Rebe, você está conectado a um contexto maior, mais amplo. Um contexto em que você não é mais um pontinho solitário de poeira no vasto espaço vazio, mas uma parte vital de um todo maior. Lá, nesse contexto, você descobre onde você é necessário, o que você está aqui para realizar, e como você tem os poderes para cumprir essa missão.

O contexto é tudo. Uma frase tirada fora de um livro não pode fazer sentido por si mesma sem a sua história. Fora de contexto, todo o significado é distorcido ‑ muitas vezes em seu oposto. Um precioso anel no focinho de um javali, o Rei Salomão, o Sábio nos diz, apenas torna a besta ainda mais bestial. Um cisne fora de contexto é um patinho feio.

Ligar-se a um Rebe conecta você ao todo.

A vida fora do contexto é chamado de exílio. Sem o seu contexto, não é somente que o seu lugar esteja faltando. Sem saber o seu lugar, você não pode encontrar o seu centro, a própria essência de quem você é.

Ligar-se a um Rebe, conecta você ao todo. E dentro desse conjunto, você está liberado do exílio.

Núcleo e Ligação

Um Rebe é capaz de fazer isso porque ele próprio está no núcleo desse contexto.

Toda a beleza do nosso universo começa com um núcleo. Para um cristal se https://ci6.googleusercontent.com/proxy/KiL1Y9wsb8iroVnK2IWbUmVEVpjVsB97Iv23mA4W_0nxf27MrqdxrTN4Wx4H0yuFCQEE5vzIFci-P9Oyt0VNtPb0TnDrPttJBbnr=s0-d-e1-ft#http://w3.chabad.org/media/images/793/PRJm7939114.jpgformar, quer se trate de um floco de neve ou de um diamante, um pequeno núcleo de moléculas deve tornar-se primeiro a estrutura de base a partir da qual, uma simetria admirável pode se estender. O mesmo com a vida ‑ quer seja uma única célula, uma árvore inteira ou um ser humano ‑, tudo começa com uma pequena semente levando a informação que vai se desdobrar para formar os membros e órgãos de um organismo maduro.

Toda a beleza e toda a vida em nosso universo começa com um núcleo.

E todos nós formamos um único organismo. Nossos corpos podem estar separados, mas nossas almas são um todo. O que as faz um todo? O fato que elas têm um único núcleo. Nesse núcleo, todos nós encontramos a nossa origem, e com isso, continuamos a ser alimentados. Nutridos e colados em uma perfeita união um com o outro e com a origem de todas as coisas. Pois esse núcleo é o lugar onde D'us entra em Seu universo. É o lugar da alma de um Rebe, e de lá Ele convida você a se juntar a Ele.

Nós e D'us

Afinal, o que é uma alma? É D'us respirando dentro de você; é a Presença Divina investida dentro de seu corpo físico. É o que chamamos de uma neshama ‑ significando uma respiração, como na história da criação do primeiro ser humano: "E D'us soprou em suas narinas o sopro da vida." Em todos os momentos, D'us respira dentro de nós, e através dessa respiração somos um com Ele, e Ele é um conosco. Neste sopro, nós somos o nosso Criador.

D'us é um, e por isso Ele é encontrado em nossa unidade.

D'us é um, e por isso Ele é encontrado em nossa unidade. Não como indivíduos, mas como um todo; uma singularidade. Não como eu, mas como nós. Como uma harmonia de múltiplas partes torna-se um todo.

O que significa que para encontrar essa unicidade, esse lugar dentro de você, em que você é um com seu D'us, primeiro você deve conectar sua alma com outras almas, que se conectam com ainda mais redes de almas, tudo formando uma única célula em torno de um único núcleo . Esse núcleo, por sua vez, é o ponto nodal no qual a respiração de D'us entra. É onde todas as coisas se tornam um.

https://ci4.googleusercontent.com/proxy/9pzyo4OgVOnMjw-KpDRdE9BvPmBdRjGDqsGIE7wFW-l2ilPMYncNmPxQ6uduKs3TFl92O86aCaGpZhkWq5oZvV9-8Mh_y-0OarLK=s0-d-e1-ft#http://w3.chabad.org/media/images/894/Vwou8945503.jpgNesse núcleo, um Rebe está de pé, e de lá ele nos une como um todo, para sentirmos um ao outro, para nos conhecer, conhecer a nós mesmos, e para conhecer o nosso centro, nosso núcleo, o lugar onde D'us entra em cada uma de nossas almas. Um Rebe nos conecta com nosso D'us ‑ e, em seguida, sai do caminho.

 

Chefes e Chefes

Rebe, dizem eles, significa rosh B'nei Yisrael. Isso significa "A cabeça do povo judeu."

A maioria de nós pensa na cabeça como um centro de controle. A cabeça diz ao coração, aos pulmões, ao estômago, aos dedos das mãos e dos pés o que fazer. Certamente, eu não estou interessado em entregar-me para que outro me controle. D'us me deu minha vida para ser eu, não para ser controlado por outra pessoa.

Mas se você pensar em sua própria cabeça, ela certamente não é assim. Isto é, a menos que você seja o filósofo que se queixou ao final de seus dias, "Todo o meu problema, ao que parece, é que eu não tenho corpo, apenas uma cabeça."

A cabeça, antes que seja uma cabeça, primeiro, é parte de um corpo.

A cabeça que estamos falando aqui não é a cabeça de um filósofo, ou uma cabeça artificial. Ela é o chefe de um organismo, um corpo. O que significa que, antes que seja uma cabeça, ela é primeiro uma parte deste corpo. E assim, a cabeça não está preocupada em consumir todas as outras partes do corpo na agenda da cabeça. A cabeça está preocupada com o coração ser um coração saudável, com o estômago ser um estômago saudável, com os dedos fazendo o que dedos devem supostamente fazer, e os dedos dos pés, mantendo-se bem dentro de seu próprio domínio também. A cabeça está preocupada com que cada parte do corpo cumpra a sua própria agenda.

Assim também, um Rebe é, em primeiro lugar, um servo de seu povo.

Sabendo Seu Nome

Jerry Levine foi âncora para o Channel 10 News de Miami, e um bom âncora Ele ganhou um Emmy pela produção de programas de incentivo aos cidadãos da Flórida para participar de exames médicos regulares. Mas em 1989, o Rabino Sholom Lipskar pediu-lhe para trabalhar para sua organização, Aleph, auxiliando prisioneiros judeus e militares e suas famílias.

Jerry era jovem e pensou: "Ei, aqui está uma grande oportunidade de tentar algo novo e diferente. E eu posso sempre voltar ao negócio de notícias, se não der certo."

Então, por sugestão de Rabino Lipskar, Jerry escreveu ao Rebe para pedir seu conselho, fornecendo muitos detalhes sobre si mesmo e seus objetivos https://ci6.googleusercontent.com/proxy/KiL1Y9wsb8iroVnK2IWbUmVEVpjVsB97Iv23mA4W_0nxf27MrqdxrTN4Wx4H0yuFCQEE5vzIFci-P9Oyt0VNtPb0TnDrPttJBbnr=s0-d-e1-ft#http://w3.chabad.org/media/images/793/PRJm7939114.jpgpessoais.

A resposta do Rebe? Um fax chegou na mesa do Rabino Lipskar: "Diga-me todos os seus nomes."

Jerry pensou que ele já havia dito ao Rebe todos os seus nomes: Yosef ben Hirsch Leib ha'Levi. Mas quando ele foi falar com sua mãe sobre isso, ela lhe disse que seu nome era Yosef Mordechai ben Hirsch Leib ha'Levi.

Assim, ele escreveu novamente, desta vez com o seu nome completo. O Rebe respondeu, dizendo-lhe para pedir o conselho de um bom amigo.

"O que eu aprendi disso" disse Jerry, "é que este é um tipo diferente de líder."

Qualquer outro líder teria se preocupado com "o que essa pessoa pode fornecer para minha organização? Como ele pode nos levar a uma melhor exposição na mídia?"

A preocupação do Rebe, nas palavras de Jerry, era que um menino judeu não sabia seu próprio nome. Como ele sabia disso? Como ele reconheceu que algo estava faltando?

Por que não deveria? Como um cérebro sabe o que o estômago precisa, assim um Rebe conhece o judeu melhor do que ele conhece a si mesmo.

Esse é o trabalho de um Rebe ‑ ajudá-lo a encontrar o seu nome, o seu verdadeiro eu, e onde você pertence.

Mas não é o saber que é relevante aqui. É o carinho. Essa foi a primeira preocupação do Rebe, porque esse é o trabalho de um Rebe ‑ ajudá-lo a encontrar o seu nome, o seu verdadeiro eu, e onde você pertence.

Nada para si mesmo

Freddy Hager, veio quando era um jovem para ver o Rebe. Ele mostrou ao Rebe uma foto de seu avô, que tinha sido um Rebe chassídico na Galicia.

O Rebe perguntou-lhe: "Você sabe o que significa ser um Rebe?" Mas Freddy não respondeu. Portanto, o Rebe respondeu.

"O Baal Shem Tov foi o primeiro Rebe. Ele não ia dormir à noite, enquanto houvesse qualquer coisa de valor deixada em sua casa. Tudo o que ele tivesse, ele doava para aqueles que disso necessitavam."

"Isso é o que significa ser um Rebe", concluiu o Rebe. "Tudo o que você tem, você tem para os outros."

Comentários sobre: Para ser um Rebe
Não há comentários.